Return

ANTES DA REABERTURA, AINDA IMAGINAR  

© António Alves

18 Maio 2020

Na semana em que começam a ser levantadas, pouco a pouco, algumas das restrições impostas pela pandemia, e que vemos a cidade a retomar, lentamente, os traços da sua nova normalidade, o Museu da Cidade  prepara a sua reabertura apontada para o dia 2 de junho.

 

Hoje, dia em que se assinala o Dia Internacional dos Museus, uma efeméride habitualmente marcada pela abertura gratuita dos vários espaços e uma programação especial que é acolhida em massa pelos públicos, o MdC, à semelhança dos espaços de cultura municipais, ainda se encontra encerrado.

 

Depois de um espaço de pousio, as sementes estão lançadas para um regresso progressivo, sustentado a partir do novo website e de um Gabinete Atmosférico para partilha e acolhimento de ideias com a comunidade. O recém lançado projeto continua a enviar um Sinal Respiratório e mostra que está vivo.

Paralelamente a este programa de missivas, ao longo da tarde de hoje as redes sociais sinalizam as dezasseis estações do MdC, algumas delas ainda em desenvolvimento dos seus projetos museológicos, outras a abrir entre 2020 e 2021, caso do Reservatório, da Extensão da Indústria e da Bonjóia Extensão da Natureza. Cada estação denuncia a sua vocação, revelando um detalhe do seu edifício, um objeto da coleção, um olhar sobre as exposições inauguradas, um recanto dos seus jardins, abrindo a imaginação antes de abrir os lugares.