Sítio Invisível

QUINTA DA MACIEIRINHA

Desde o séc. XVII, a zona de Massarelos, nos arredores da cidade, era muito procurada por negociantes sobretudo estrangeiros para a compra de terrenos para quintas de recreio.

Confinando a nascente com os Jardins do Palácio de Cristal, a Quinta da Macieirinha, antes designada por Quinta de Cima ou do Sacramento, foi antiga casa de campo da família Ferreira Pinto Basto, negociantes e industriais portuenses.

 

Em 1849, Carlos Alberto, rei de Piemonte-Sardenha, tendo abdicado do trono após a derrota na Batalha de Novara contra o Império Austríaco, exilou-se no Porto. Inicialmente alojou-se na Pensão do Peixe (atual Palacete dos Viscondes de Balsemão, localizado na atual Praça de Carlos Alberto) e mais tarde na Quinta da Macieirinha, pertencente à família de António Ferreira Pinto de Basto, onde o Rei Carlos Alberto viria a falecer, a 28 de Julho de 1849.

 

Em 1972 a propriedade foi comprada pela Câmara Municipal do Porto que ali decidiu instalar o então Museu Romântico, recriando uma casa aburguesada de meados do séc. XIX com mobiliário original e algumas réplicas de peças que compunham a habitação na época em que aí residiu Carlos Alberto. A recriação de ambientes foi feita com base em desenhos e aguarelas dos aposentos do Rei e outros documentos da época.

 

Nos jardins predominam as fontes em granito, os imponentes muros voltados à Rua de Entrequintas, acima destes as copas altas dos carvalhos [Quercus robur] e plátanos, entre os quais um magnífico plátano híbrido [Platanus x acerifolia] com mais de 100 anos. A quinta possui dois terraços em varanda, de diferentes características. O terraço poente é composto por um jardim formal de buxo e rosas, enquanto no terraço nascente, mais sombrio, se destacam os arruamentos bordejados por camélias [Camellia japonica L.].

Endereço

Rua de Entrequintas, 220
4050-240 Porto
Direções

Autocarro

1M, 200, 201, 207, 208, 302, 303, 501, 507, 601, ZM, 12M, 13M Circular Massarelos – Carmo

Estacionamento

Palácio de Cristal