RÁDIO ESTAÇÃO

para ouvir e descobrir

em direto no  Sítio Invisível
e no ARQUIVO SONORO DA RÁDIO ESTAÇÃO

 

Ocupando morada fixa no sítio invisível, o projeto assume-se como uma anti-rádio e em-abismo, sem locução, debitando uma grelha em permanente (des)construção que faz conviver experimentação sonora, composições generativas, gravações inéditas ou esquecidas, sondagens urbanas ou palavra soprada.

A Rádio Estação foi criada em 2020 para fazer ecoar os sons e os silêncios dos Jardins do Palácio de Cristal, durante a Feira do Livro do Porto. Assume por isso um caráter nómada, quando se instala por períodos de tempo, em determinado local da cidade, irradiando em frequência.

 

Estatuto Editorial