Voltar

O Porto dos Almada: O projeto de João de Almada para a requalificação do núcleo medieval

12
CASA DO INFANTE

Detalhe da planta Redonda de George Black (1813). Arquivo Histórico Municipal do Porto.

Nesta sessão revisitaremos as ruas, praças e largos que definiam a cidade do século XV, interpretando o plano idealizado por João de Almada e Melo (1703-1786), o qual visava, numa primeira instância, a requalificação do núcleo medieval intramuros, através da reformulação das artérias existentes e da integração de novos elementos na paisagem urbana. A deriva será complementada com a visualização de plantas das intervenções realizadas em cada artéria. Estas plantas da Junta de Obras Públicas pertencem ao Arquivo Histórico Municipal do Porto.

Este mês, como há feriado de terça de Carnaval, a Deriva tem sessão única ao sábado.

 

Evelyne Phibel é colaboradora da Casa do Infante desde 2018 , onde entre várias áreas de trabalho, colabora na conceção, produção e orientação de atividades, nas quais se destacam oficinas, percursos e projetos educativos.

Deriva

Caminhadas pela cidade, onde ativamos os cinco eixos que estruturam a programação do Museu: Eixo Sonoro, Eixo Natureza, Eixo Material, Eixo Líquido e Eixo Romantismo. Acontece mensalmente, na primeira terça do mês, repetindo no sábado imediatamente a seguir, sempre às 15H.

Inscrições

BILHETEIRA ONLINE
Nas Estações do MdC, na Biblioteca Municipal Almeida Garrett ou no Teatro Municipal do Porto.

Inscrições 2€

Cartão Porto, titulares do cartão Bibliotecas Municipais, colaboradores CMP e Empresas Municipais 1€

Estudantes 1,40€

Limite de 15 participantes. + info mdc.educativo@cm-porto.pt. ou (+351) 226057000.

Ponto de Encontro

Casa do Infante
Direções