Voltar

DIA INTERNACIONAL DOS MUSEUS

ESTAÇÕES DO MUSEU DA CIDADE

Casa Guerra Junqueiro © Antonio Alves

O Dia Internacional dos Museus celebra-se em todo o mundo a 18 de maio. Em 2022 tem como tema O poder dos espaços museológicos para transformar o mundo.
Neste contexto o Museu da Cidade será palco, ao longo deste dia, para quatro visitas que serão espaço de reflexão e debate sobre o poder do museu. No final do dia será lançado, na Extensão do Romantismo, o programa semanal Diálogos Ímpares.

 

VISITAS

Em parceria com o Departamento de Ciências e Técnicas do Património da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, o Museu da Cidade organiza um programa de visitas e conversas que percorrem várias das estações do Museu da Cidade e convidam toda a comunidade a pensar o Museu como um espaço de Poder.
Cada visita tem a duração de 40 minutos e é seguida de uma conversa sobre o poder dos museus, a partir de um objeto ou coleção selecionados em cada estação do Museu da Cidade.
Todas as visitas são gratuitas mediante inscrição prévia através do e-mail: mdc.educativo@cm-porto.pt

 

10H — 11H
Extensão do Romantismo
Visita + Conversa
Com Rita Ladeiro
Limitado a 15 participantes

 

11H30 — 12H30
Casa Marta Ortigão Sampaio
Visita + Conversa
Com Ana Rita Mendes
Limitado a 15 participantes

 

14H30 — 15H30
Casa Guerra Junqueiro
Visita + Conversa
Com Ana Sofia Simões
Limitado a 15 participantes

 

16H — 17H
Extensão do Douro
Visita + Conversa
Com Nuno Faria
Limitado a 15 participantes

 

17H15
No final do programa, pelas 17H15, será servido um copo de Vinho de Porto no Gabinete do Vinho da Extensão do Douro e celebraremos juntos o poder dos museus.

 

19H
Extensão do Romantismo


DIÁLOGOS ÍMPARES
As celebrações do DIA INTERNACIONAL DOS MUSEUS finalizam com a primeira sessão de um programa de conversas semanais que se realizarão todas as quartas-feiras, entre  as 19H e as 20H — Um convidado | Um tema — a partir da nova montagem da Extensão do Romantismo.

 

Sessão #1 — Do Museu Allen ao Museu Municipal do Porto: Tensões, Contradições e Narrativas que Acompanharam a Sua Evolução
Com Cristina Pimentel
Moderação de Nuno Faria
Limitado a 40 participantes
Participação gratuita mediante inscrição prévia através de formulário.

 

Foi na cidade do Porto, no segundo quartel do séc. XIX que foi fundado em Portugal o primeiro museu a abrir as suas portas ao público. O Museu Allen, como ficou conhecido, e o seu conturbado percurso, que viria a culminar na criação do Novo Museu Portuense, de matriz municipal, protagonizou um intenso debate sobre o papel do museu público na cidade do Porto enquanto instituição reformadora e civilizadora que haveria de marcar de forma indelével a museologia portuense nos finais do século XIX e início do século XX.

 

Cristina Pimentel nasceu no Porto em 1969.
Licenciada em Pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Mestre (MA) em Gallery Studies pela Univesity of Essex, Reino Unido e Doutorada (PhD) pela mesma universidade tendo defendido tese sob a orientação do Prof. Peter Vergo subordinada ao tema: Portugal´s Museum System: Towards a New Theorethical Model for its Study. Trabalhou em diversos museus dos quais se destacam a Tate Gallery, Institute of Contemporary Art de Boston, Museu dos Transportes e Comunicações e Museu do Carro Eléctrico. Foi professora convidada da Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa, Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto e Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto.