Voltar

DIÁLOGOS ÍMPARES #12 — A vida dos objetos: falando de coisas e seu contexto

4
EXTENSÃO DO ROMANTISMO

Vista da exposição Metamorfoses, Imanência Vegetal, Mineral e Animal no Espaço Doméstico Romântico; Extensão do Romantismo. © Vasco Célio/STILLS

As coleções expostas na Extensão do Romantismo, na sua extraordinária diversidade, revelam ou sugerem, na sua materialidade, funções e significados a diferentes escalas temporais, correspondentes a múltiplos contextos sociais, usos, reuso e descartes. Como é que um objeto chega a um museu? Que qualidade ou circunstância o tornam digno de ser exibido? Que leituras permite na sua radical materialidade e imprevisível semântica? Arqueólogos, antropólogos, etnógrafos, historiadores ou artistas têm visões diversas – ou talvez nem tanto – sobre as coisas que acompanharam a humanidade, melhor dizendo, as coisas que fizeram a humanidade. A “cultura material”, como às vezes se designa, não será apenas a dimensão táctil da nossa existência?

 

António Manuel Silva é arqueólogo e coordenou o antigo Gabinete de Arqueologia Urbana do município, desenvolvendo atualmente a sua atividade no Arquivo Histórico Municipal (Casa do Infante). Tem publicado numerosos trabalhos de investigação, designadamente sobre a arqueologia da cidade do Porto.

 

Inscrições

A participação é gratuita e requer inscrição prévia através de preenchimento de formulário. Mais informações através do email mdc.educativo@cm-porto.pt ou (+351) 226057000.
Limite de 40 participantes.

 

ENDEREÇO

Rua de Entre-Quintas, 220 4050-240 PortoLocalização

AUTOCARRO

200, 201, 207, 208, 300, 301, 302, 303, 501, 507, 601, 602, 801

ESTACIONAMENTO

Palácio de Cristal