Voltar

DIÁLOGOS ÍMPARES #3 — Os Leques Japoneses

4
EXTENSÃO DO ROMANTISMO

Leque, séc. XX. Papel e madeira. Aguarela s/ papel, 24 x 36 cm. Acervo Museu da Cidade | Coleção Casa Vitorino Ribeiro

 

Remontando à Antiguidade, os leques são objectos icónicos que têm acompanhado a evolução das sociedades. Se alguns historiadores situam o seu surgimento com o do homem, outros sustentam que foi no Japão o local aonde pela primeira vez foram criados. Objecto carismático por excelência na cultura japonesa, desde sempre é carregado de simbolismo e significado artístico, cultural, decorativo e religioso e acompanha a vida dos japoneses, desde o seu nascimento até à sua morte. De diferentes estilos, distinguem-se duas correntes distintas, o estilo Uchiwa, de superfície plana e rígida, e o Ogi, os leques dobráveis e, por isso, mais fáceis de transportar. Ambos reflectem a apurada estética japonesa impressa na delicadeza subtil de uma sociedade tão particular quanto insular.  

 

Ana Cancela nasceu em Vila do Conde em 1980.
Licenciada em Gestão pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto, Mestrado em Marketing pelo Instituto de Contabilidade do Porto e Curso de Língua Japonesa pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto. É actualmente, e desde 2008, a proprietária e dinamizadora cultural do espaço Kuri Kuri, loja exclusivamente dedicada à cultura do país do sol nascente. Tem artigos publicados sobre a cultura japonesa um pouco por toda a imprensa nacional. Escreve também sobre música, teatro, viagens, ecologia e direitos dos animais e humanos, sendo a fundadora da Associação Humanitária A Solidariedade Não Conhece Fronteiras. É líder de viagens no sul de Itália e no Médio Oriente.  

 

Inscrições

A participação é gratuita e requer inscrição prévia através do formulário.
Limite de 40 participantes
+ info mdc.educativo@cm-porto.pt. ou (+351) 226057000.

 

ENDEREÇO

Rua de Entre-Quintas, 220 4050-240 PortoLocalização

AUTOCARRO

200, 201, 207, 208, 300, 301, 302, 303, 501, 507, 601, 602, 801

ESTACIONAMENTO

Palácio de Cristal