Voltar

DIÁLOGOS ÍMPARES #7 - Moedas e medalhas da coleção João Allen: de uma curiosidade do Romantismo à sua atual importância histórica e patrimonial

4
EXTENSÃO DO ROMANTISMO

Bracteata Tipo Siracusano 2.ª Idade do Ferro (post. 400-370 a.C.) Ouro 4,8 x 43 mm. Acervo Museu da Cidade. © Vasco Célio | Stills

Neste Diálogo Ímpar contextualiza-se o surgimento da coleção de João Allen na tradição do Grand Tour das elites europeias e do período do Romantismo em Portugal, que estará na origem da fundação do Museu da Cidade do Porto, em 1852. Em sequência, apresenta-se uma breve descrição da coleção numismática, com especial referência à sua dimensão de composição.
É depois tratada a importância da moeda como documento arqueológico, histórico, artístico, tecnológico e mesmo como monumento da cultura material desde o Mundo Clássico. Características que fizeram destes pequenos artefactos objetos muito desejados de coleção. Por último, far-se-á uma abordagem mais detalhada aos exemplares que integram a exposição Metamorfoses: imanência animal, vegetal e mineral no espaço doméstico romântico, conferindo-se um especial destaque à excecional bracteata de ouro fabricada na casa da moeda de Siracusa em finais do século V a. C.

 

Rui Centeno é licenciado em História e doutorado em Pré-História e Arqueologia pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, onde é professor jubilado, tendo lecionado nas áreas da Arqueologia e Museologia, e orientou mais de meia centena de teses de doutoramento e mestrado. Participou e coordenou diversos trabalhos e projetos de investigação nas áreas da Arqueologia Castreja, da romanização e circulação da moeda na Hispânia Antiga, tendo publicado inúmeros trabalhos, a título individual e com autores nacionais e estrangeiros, e participado e organizado diversos eventos científicos. Atualmente é investigador do Centro de Investigação Transdisciplinar «Cultura, Espaço e Memória» (CITCEM) da Universidade do Porto. É Presidente da Direção da Sociedade Portuguesa de Numismática.
Entre outros cargos e funções, foi Presidente do Conselho Diretivo da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Presidente do Departamento de Ciências e Técnicas do Património da FLUP, Diretor do Curso de Doutoramento em Museologia, Diretor do Centro para as Ciências da Comunicação da Universidade do Porto (C2COM). Foi ainda Diretor da CULTURPORTO e Administrador da empresa pública LUSA – Agência de Notícias de Portugal, S.A.
É autor e editor de mais de uma centena de livros e artigos nas áreas da Arqueologia, Numismática, História Antiga e dos Museus.

Inscrições

A participação é gratuita e requer inscrição prévia através do formulário.
Limite de 40 participantes + info mdc.educativo@cm-porto.pt. ou (+351) 226057000.

 

ENDEREÇO

Rua de Entre-Quintas, 220 4050-240 PortoLocalização

AUTOCARRO

200, 201, 207, 208, 300, 301, 302, 303, 501, 507, 601, 602, 801

ESTACIONAMENTO

Palácio de Cristal