Voltar

Entre a observação e a palavra poética

4
EXTENSÃO DO ROMANTISMO

Verdures, tapeçaria Flamenga, século XVI, Oficina de Oudenarde ou Enghien. Lã e algodão,26 x 3,8 cm. Acervo Museu da Cidade | Casa Guerra Junqueiro

A própria poesia Romântica Portuguesa nos dá o pé para redescobrirmos esta imanente metodologia: olhar, contemplar, é deixar que se instale a esteira para que venham manifestar-se os mistérios do mundo, as incandescências de nós mesmos. Assim faremos também neste Inventário: caçadores furtivos de transduções possíveis para palavras, de engenhos de fazer um verso, de modos de deixar-se achar por uma palavra bem achada.

 

Marta Bernardes (Porto 1983) é licenciada em Belas-Artes pela FBAUP e Mestre em Filosofia da Cultura e Psicanálise pela UCM Madrid. Desenvolveu um trabalho de Doutoramento em torno da Voz como figura ontológica do pensamento ocidental, na mesma universidade. Trabalha como poeta, artista visual, teatral, performativa e musical desde 2005. O seu trabalho como artista oscila sempre entre a palavra escrita, o desenho, a cena e a potência da oralidade. Atualmente é Gestora de Projetos Educativos do Museu Da Cidade do Porto.

INVENTÁRIO

Inventário participado de ruas, edifícios, lugares, obras de arte pública, da cidade. Ler as ruas, lugares e edifícios, conduzir o olhar, olhar de outras formas e documentar, a partir de registos fotográficos, gráficos, escritos, os elementos observados. Acontece no último sábado de cada mês, às 15H.

INSCRIÇÕES

A participação na atividade é gratuita e requer inscrição prévia através do formulário. Limite de 30 participantes. + info mdc.educativo@cm-porto.pt. ou (+351) 226057000.

 

ENDEREÇO

Rua de Entre-Quintas, 220 4050-240 PortoLocalização

AUTOCARRO

200, 201, 207, 208, 300, 301, 302, 303, 501, 507, 601, 602, 801

ESTACIONAMENTO

Palácio de Cristal