Voltar

Quando o Porto era um castro

1
RESERVATÓRIO

Promovido pela Direção Geral do Património Cultural, este evento destina-se a sensibilizar a população para a importância da arqueologia. Durantes os dias 17, 18 e 19 de junho as diversas entidades ligadas à arqueologia realizam atividades gratuitas para todos os públicos, que evidenciem a relevância do nosso património arqueológico, dando a conhecer diferentes facetas do mesmo e os bastidores da disciplina.

 

Através de uma BD, vamos explorar a Cultura Castreja do Noroeste Peninsular, em particular no Arqueossítio da R. D. Hugo, finalizando com atividades lúdicas.
O Reservatório é a primeira estação do Museu da Cidade. Esta montagem de artefactos, vestígios e fragmentos encontrados em escavações ou recolhidos de edifícios e monumentos da Cidade, e que integram as coleções municipais. O espectro temporal abrangido por este conjunto de objetos vai da Época Contemporânea até ao Paleolítico, estendendo-se, assim, da História à Pré-história.

 

INSCRIÇÕES

A participação na atividade é gratuita e requer inscrição prévia até ao final do dia 15 de junho através do formulário. Limite de 20 participantes. Todos os públicos.

 

ENDEREÇO

Parque da Pasteleira (Entrada Poente)
Rua de Gomes Eanes de Azurara, s/n
4150-362 Porto
GPS: 41.151579, -8.662588
Localização

AUTOCARRO

200, 204, 207, 504

ESTACIONAMENTO

Lugares de estacionamento gratuito.