Voltar

RÁDIO ESTAÇÃO NA BIBLIOTECA POPULAR DE PEDRO IVO em transmissão

Praça do Marquês de Pombal

© Antonio Alves

A Rádio Estação, ponto de irradiação e de encontro criado no contexto da Feira do Livro 2020 e em 2021 ocupando morada fixa no sítio invisível deste site, mantém uma vocação nómada.

No romper da primavera e em cuidadoso desconfinamento após um longo período afetado pela pandemia, instala-se agora, temporariamente, na Biblioteca Popular de Pedro Ivo, conhecida como Biblioteca do Marquês, inaugurando a ativação de um programa piloto que testará diferentes usos que esta biblioteca pode ter, sempre em ligação com a memória do espaço, para depois a devolver à cidade.

Durante um período de um mês e meio, a Rádio emitirá também em FM e constituir-se-á como uma pequena biblioteca sonora ao ar livre, ecoando o luminoso mote do arquiteto Bernardino Basto Fabião, autor do projeto em 1945.

A Rádio Estação—nómada ganha antena, a voz de locução e o trabalho de terreno através da sua instalação provisória numa movimentada praça.

Neste contexto serão lançadas novas RUBRICAS:

 

CONFABULAÇÕES, com curadoria de Marta Bernardes, responsável pelo projeto educativo do MdC

—conta-contos, uma fábula para filhos e outra para pais

Estreia a 5 de abril — Diariamente 21H + 14H (repetição)

Um programa onde a composição sonora e a palavra encantatória se misturam, recuperando o sentido literário da fábula, do texto mágico e da narração. Fábulas que unem gerações e geografias, os mais arcaicos modos de entender o mundo aos modos tantos da infância, modos que dotam de sentido fantástico o pensamento filosófico mais erudito, tanto como as formas de contar mais populares. Em cada noite um antes-de-dormir para os filhos e para os pais. Uma viagem pelos reinos imensos e irmãos de Ouvir e Confabular.

 

INVENTÁRIO, da autoria de Luís Aguiar Branco

—inventário oral das ruas e dos edifícios da cidade

Domingos 16H + Quartas 10H (repetição)

Deambulações pela alma da cidade com primeiras paragem nas praças da cidade, tradicionais lugares de encontro, que aos poucos de vão preenchendo e que dedicará à Praça do Marquês episódios especiais. Inventário configura um Programa Operativo.

 

TRABALHAR CANSA, com curadoria do sociólogo Bruno Monteiro

—remessas de histórias do contexto industrial do Porto

Estreia a 1 de maio — Diariamente 12H + 22H (repetição)

 

RÁDIO NÓMADA

— programa de encerramento na Biblioteca Popular de Pedro Ivo

Sábado e Domingo 15+16 MAIO  9—00H

Uma rubrica de rádio que acontece enquanto performance nos jardins da Praça do Marquês.

 

Será também a oportunidade para a equipa do MdC lançar um amplo inquérito em forma de PLATAFORMAS PÚBLICAS—AUDITÓRIO, convocando a comunidade artística para uma maratona de depoimentos em torno da vocação do Museu, em sentido amplo, através de um conjunto de questões, tais como: O que pode uma biblioteca, o que pode hoje ser uma biblioteca? Para que nos serve hoje um museu? Que museu para a cidade, que cidade para o museu?