Voltar

São Pantaleão e a arca desaparecida da catedral

12
CASA DO INFANTE

Arca relicário de São Pantaleão © BPMP

No final da Idade Média, aporta em Miragaia uma nave com as relíquias de São Panteleão da Nicodémia. Este Santo ganha importância no velho burgo e a sua veneração leva-o ao altar-mor da catedral e ao título de patrono da cidade. Foram manufaturados três relicários para albergar tão importantes relíquias mas, o mais importante, foi uma arca revestida a prata mandada lavrar pelos monarcas portugueses e inaugurada em 1502.
Uma noite, em 1841, a arca desapareceu…

 

Manuel Araújo é técnico superior da CMP. Desenvolve atividade no Arquivo Histórico Municipal do Porto onde, entre outras atividades, desenvolve e orienta percursos culturais na cidade mostrando recantos e contando histórias que fazem parte da identidade tripeira.

Resgate

Através do resgate da documentação das estações do MdC propomos ampliar o entendimento das alterações experimentadas ao longo dos tempos. Acontece a cada terceira quinta-feira do mês, e tem entrada gratuita, mediante inscrição.

Inscrições

A participação na atividade é gratuita e requer inscrição prévia através do formulário. Limite de 40 participantes. + info mdc.educativo@cm-porto.pt. ou (+351) 226057000.

ENDEREÇO

Rua da Alfândega, 10
4050-029 Porto
Direções

AUTOCARRO

500, 900, 901, 906, ZM, ZR, 1

METRO

S. Bento

ESTACIONAMENTO

Praça do Infante D. Henrique