Sítio Invisível

Voltar

Na Curva Escura dos Cardos do Tempo

© Ponto de Fuga

Na Curva Escura dos Cardos do Tempo | poesia reunida
Leonor de Almeida
Prefaciado por Ana Luísa Amaral

Uma edição Ponto de Fuga com o Museu da Cidade, autora homenageada da Feira do Livro do Porto 2020.

PVP: 16,60€
Comprar

 

Homónima da Marquesa de Alorna, Leonor de Almeida (1909-1983) publicou, entre 1947 e 1960, quatro livros de poesia aclamados pela crítica: João Gaspar Simões integrou-a no rol “dos melhores poetas portugueses contemporâneos”; Jacinto Prado Coelho saudou-lhe a “personalidade lírica invulgar”; Artur Portela descreveu-a como um “dos casos mais extraordinários da poesia moderna”; em 1951, a revista A Serpente destacou-a como autora dos “mais fortes poemas até hoje assinados por um nome de mulher em Portugal”; E. M. de Melo e Castro e Natália Correia incluíram-na em antologias de referência. Depois, Leonor eclipsou-se numa treva de silêncio e mistério. Este volume resgata ao esquecimento a obra de uma das mais espantosas poetas do século XX português.